O Buddha Eden é o maior Jardim oriental da Europa. Criado por Joe Berardo, o Jardim tem mais de 35 hectares e foi criado para ser uma forma de protesto contra a destruição dos Budas Gigantes de Bamiyan, um vale que que fica a 240 Km de Cabul, no Afeganistão.

O Vale de Bamiyán era uma antiga rota de caravanas que ligava a China à Índia, e é considerada pela UNESCO, uma paisagem cultural. Foi um local religioso budista do século II até a época das conquistas árabes, no século VII, quando ganharam as batalhas de Ualaja, Cadésia e Nemavande sobre o Império Sassânida que dominavam a região.

A destruição dos Budas de Bamiyan, aconteceu em 2001, por ordem do governo fundamentalista Talibã. A maior das estátuas tinha 53 metros de altura e era o Buda mais alto do mundo e haviam sido escavadas em nichos na rocha, por volta do século V.

Essa destruição é considerada um dos maiores atos de barbárie cultural, apagando da memória obras-primas do período tardio da Arte de Gandhara.

Buda destruído do Vale de Bamiyan

O objetivo é de que o Buddha Eden seja um lugar de reconciliação. Para que seja percorrido o caminho contrário à destruição do ser humano e que encontrem paz e se redescubra a felicidade durante a visita ao Jardim.

Logo na entrada do Jardim, você recebe a informação de que para ter o mapa do Buddha Eden, é preciso um leitor de QR Code no celular. O objetivo é evitar o gasto de papel.

Para quem não quiser andar ou só ter um passeio diferente, no Buddah Eden tem disponível um comboio, por um valor de 4€.

São 16 pontos de interesse dentro do Jardim, e alguns deles são: Lago das Palmeiras, onde você pode ver várias especíes de peixes, como o KOI e dragões esculpidos que se erguem da água. Jardim de Esculturas Africanas, que é dedicado ao povo Shona do Zimbabué, que há mais de mil anos esculpe pedra à mão transformando-a em obras de arte.

Jardim de Escultura Africana

Guerreiros Xian, que é uma coleção de esculturas representando os exércitos de Qin Shi Huang, o primeiro imperador da China. São cerca de 600 soldados de terracota pintados à mão, cada um deles único, alguns enterrados, tal como há 2.200 anos.

Guerreiros Xian

O ponto principal do Buddha Eden é a Escadaria dos Budas Dourados e o Buda Gigante.

Onde estão várias estátuas colocadas no meio da vegetação, vi várias pessoas fazendo suas orações e deixando moedas ao pé dos Budas.

No Jardim de Escultura Moderna e Contemporânea estão peças selecionadas da Coleção Berardo, alguns deles são dos artistas: Joana Vasconcelos, Alexander Calder, Fernando Botero, Tony Cragg, Lynn Chadwick, Allen Jones e muitos outros.

Para quem é mineiro como eu, ou quem já foi até Minas Gerais para conhecer, vai se lembrar muito de Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo, que fica em Brumadinho.

Para entrar no Buddha Eden, o valor é de 5€. Na saída, na loja da Bacalhôa, é possível experimentar e comprar vinhos da marca. Para mais informações, clique aqui.

Veja mais sobre um Jardim que lembra Versalhes na França e tem muita ligação com o Brasil, clique aqui.

O Buddha Eden fica em Bombarral, à 70Km de Lisboa. O trajeto de carro é feito pela estrada A8 e inclui pedágios. Não consegui informações de como chegar de transportes, pelo que vi, os ônibus vão ate a cidade de Bombarral e é preciso pegar um táxi para chegar ao destino final.

Espero que tenham gostado de conhecer mais sobre o Buddha Eden! Vale a pena tirar um dia para conhecer o Jardim e é um passeio íncrivel para as crianças, também, vi muitas famílias se divertindo por lá!

Até a próxima! 😉

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com

Assine nossa newsletter!

Nunca mais perca um post e fique por dentro de todas as novidades do blog.

Atualmente em:

Lisboa - Portugal
siga @tasaver.pt