Se está planejando se mudar, você precisa saber quais são os tipos de visto para morar em Portugal, e assim, ter a opção de vir legalmente. Existem seis tipos de visto e em algum deles você deve ser encaixar.

Para solicitar qualquer um desses vistos, você deve ir ao Consulado Português mais próximo da sua residência com toda a documentação necessária.

1.Visto de Estudo

Você pode optar por fazer o curso todo em Portugal, ou somente um intercâmbio. Para solicitar esse visto você precisará comprovar matrícula realizada em uma faculdade portuguesa.

Para quem vai ficar menos de um ano em Portugal, é dado o visto de Estada Temporária, que tem uma duração de 4 meses e você faz a renovação do visto, em Portugal mesmo.

Se o seu curso for por mais de um ano, você pede pela Visto de Residência.

O pedido desse visto tem um custo de R$ 460,00. E o prazo para a entrega do visto é em média de 30 dias.

Para solicitar esse visto é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Requerimento em modelo próprio (formulário fornecido pela Secção Consular no caso dos vistos nacionais);
  • Carta de aceitação da faculdade portuguesa;
  • Passaporte válido por mais de 3 meses após validade do visto;
  • Se você é casado, apresentar um fotocópia simples da certidão de casamento;
  • Se você tem filhos (que também irão solicitar um visto), deverá apresentar fotocópias simples de suas respectivas certidões de nascimento;
  • Para o pedido de visto com idade inferior a 18 anos (sujeito ao exercício parental ou incapacidade), a respectiva autorização deve ser apresentada;
  • Apresente reservas de hotéis e viagens com as respectivas escalas. Não compre passagens aéreas sem ter o visto autorizado.
  • Comprovativo da existência de meios de subsistência (comprovativo de bolsa ou Declaração de rendimentos dos pais ou responsáveis); Para menores ou incapazes, autorização de quem exerça o poder paternal ou tutela.

2. Visto de Trabalho

Geralmente, uma pessoa só consegue um visto de trabalho ainda no Brasil quando a sua profissão é considerada altamente qualificada. E o por que disso?

Para uma empresa portuguesa contratar um estrangeiro, é necessário que não tenha sido encontrado um português com capacidade para o trabalho.

A empresa tem que divulgar a vaga por pelo menos 30 dias e se após esse período nenhum português tiver sido contratado, então ai sim, a empresa pode contratar um estrageiro.

O valor para o pedido desse visto varia de acordo com cada profissão, para conferir os valores, clique aqui.

Para solicitar esse visto é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Contrato de trabalho, promessa de contrato de trabalho;
  • Carta Convite da empresa;
  • Comprovativo de habilitações ou qualificações reconhecidas acompanhado de manifestação de interesse da entidade empregadora;
  • Declaração emitida pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional;
  • Comprovativo de que está habilitado ao exercício da profissão, quando esta se encontre regulamentada em Portugal (exemplo: diploma)

3. Visto empreendedor

O visto para quem quer abrir uma empresa em Portugal é o D2. Esse visto você pode solicitar ainda no Brasil ou em Portugal mesmo.

E para esse visto é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Declaração de imposto de renda;
  • Extratos bancários;
  • Passaporte;
  • Certidão de antecedentes criminais;
  • Projeto de abertura da empresa;
  • Comprovativos de investimentos em Portugal;

Para esse tipo de visto, existem algumas particularidades, como: o primeiro passo para conseguir a autorização para ser empreendedor é ir ao consulado português no Brasil e fazer a entrevista pessoalmente.

O segundo passo será depois de ter entrado em Portugal. Quando a empresa já estiver constituída, você precisará ir ao sef e apresentar mais alguns documentos para receber o seu cartão de autorização de residência.

O prazo para ter o pedido do visto concluído é em média de 60 dias. O valor do visto é em média de R$ 460,00 e no sef em Portugal, você paga o valor do cartão da autorização de residência, que é de 47,00€.

4. Golden Visa

Esse visto é para quem quer e pode investir um bom valor em Portugal. Um exemplo é para quem compra um imóvel num valor acima de 500 mil euros.

5. Start Up Visa

Esse visto só foi criado em 2018 para incentivar quem já tem uma start up ou idéias inovadoras de vir para o país e investir nesse projeto por aqui.

O objetivo desse visto é atrair empresas que possam atingir um valor de 350 mil euros em três anos ou um valor superior a 500 mil euros por ano.

Para mais informações, clique aqui.

6. Visto D7

Esse visto é para os aposentados. Para quem já trabalhou a vida toda e agora busca um lugar para morar e ter mais qualidade de vida.

O visto é emitido para os aposentados que conseguem provar que recebe pelo menos o valor equivalente ao salário mínimo de Portugal. Seja com a aposentaria ou rendimentos de bens.

Todas as informações sobre o visto para morar em Portugal e valores citados aqui foram tirados do site do Consulado Português e do VSF.Global.

E se você quiser mais dicas sobre como vir para Portugal, veja esse post aqui.

Espero que tenham gostado desse post e caso tenham alguma dúvida, podem me perguntar!

Se organize bem e confira em qual desses tipos de visto para morar em Portugal encaixam as suas pretenções, assim você já chega em Portugal com todos os documentos e é mais fácil para conquistar seus objetivos.

Até a próxima! 😉

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com

Assine nossa newsletter!

Nunca mais perca um post e fique por dentro de todas as novidades do blog.

Atualmente em:

Lisboa - Portugal
siga @tasaver.pt