Um dia em Óbidos

Um dia em Óbidos

Esse mês eu fui conhecer pela primeira vez essa cidade de que tanto ouvia falar e minha reação foi só uma: porque eu nunca vim aqui antes?!!

Como chegar

A cidade fica a 80km de Lisboa e para chegar lá você pode optar por ir de carro pelas autoestradas A8 ou A15.

Pode ir de autocarro e olhar as passagens aqui: http://www.rodoviariadooeste.pt/

Ou ir de comboio : http://www.cp.pt/

Restaurante

Fomos almoçar no restaurante Ja!mon Ja!mon, desde a entrada o restaurante já nos conquista pela decoração vintage.

Pedimos uma entrada de frios e vinho tinto da casa para acompanhar. E o prato principal, foi um delicioso Bacalhau a Lagareiro, o cheiro e o barulho do peixe tostando na panela de pedra foi uma diversão a parte.

E a dica principal é: ligue para fazer reserva. O restaurante é badalado, muito gostoso e aconchegante.

A comida estava maravilhosa e o atendimento foi excepcional, o preço nao foi nada alem da média que já estamos acostumados em Lisboa. Dou nota 10 em tudo.

E se um dia vocês forem a Óbidos e comerem por lá, me conta o que acharam. Vou adorar saber.

     

 

    

 

A cidade

Óbidos é considerada uma das sete maravilhas de Portugal e eu tenho que concordar com isso! A vila é cercada por muralhas do sec. XVII e não tem como andar pelas ruelas e não se apaixonar pelas cores e toda representação cultural que a cidade apresenta.

 

 

 

 

Curiosidades

Em 1282, D. Dinis  e a Rainha Isabel ganharam a Vila como presente de nupcias e desde então, a cidade passou a ser um dote das rainhas ate 1834;

Em 1755, Obidos foi destruida por um terremoto.

E foi em Obidos em 1808 que deu-se inicio a Batalha da Roliça, durante a invasão francesa, em que Napoleão sofreu a primeira derrota da Guerra Peninsular.

É surreal imaginar que voce está andando por lugares em que aconteceu tantos fatos marcantes que a gente tanto lê nos livros de história.

O que fazer em Obidos

Conhecer o famoso Castelo de Óbidos;

Subir no topo da muralha e andar rodeando a vila toda e ver a cidade do alto, é uma vista inesquecivel;

Visitar as 3 igrejas principais: Igreja Matriz de Santa Maria, Igreja da Misericórida e a Igreja de São Pedro.

Visitar o Museu Municipal de Óbidos, onde se encontram as obras da famosa pintora Josefa de Óbidos.

Na avenida principal é cheio de restaurantes com ginjinha, um licor maravilhoso que voce não pode deixar de experimentar. Muitas lojas com azuleijos e artesanatos tipicos da regiaos.

Fizemos muiitas pausas para fotos, porque afinal foto é foto e não pode faltar

 

Troquei Belo Horizonte por Lisboa

Troquei Belo Horizonte por Lisboa

Eu tinha apenas 3 meses de casada, quando meu marido me propôs nos mudarmos para Portugal. Me lembro que não aceitei muito bem a idéia, porque pera lá tinha acabado de passar por uma mudança, estávamos em fase de adaptação a nova rotina, a vida conjugal.

Os dias foram passando, fomos pesquisando e resolvemos embarcar com tudo nessa idéia e vivenciar o que seria morar em outro país com uma cultura totalmente diferente da sua, até mesmo o português que é parecido. Mas aqui para eles, nós falamos brasileiro.

Portugal é um país cheio de vida e cores, um país que respira cultura e tem muito orgulho disso. Por onde você anda, não tem como deixar de tropeçar em pontos turísticos – alguns muitos famosos, outros nem tanto – ou deixar de notar as muitas igrejas e toda sua arquitetura.

Você vive imaginado como era a vida aqui em 1500, quando descobriram o Brasil.

É impossível passar pela ponte 25 de Abril e não ficar admirado com toda sua estrutura e beleza.

Troquei a praça da liberdade pela praça do comércio.

A  Avenida Afonso Pena, pela Avenida da Liberdade.

Os pãezinhos de queijo pelo pastel de Belém – ou seria pastel de nata?!

A insegurança pela segurança – não tem coisa melhor do que poder andar na rua sem medo de a pessoa que está ao seu lado na calçada te assaltar, ir a pé do shopping pra casa depois de uma sessão de cinema as 00:00 ou poder usar seu Iphone na rua e nos ônibus.

Sair da nossa zona de conforto dói, tem dias de muito choro e saudade, principalmente, quando você perde as datas comemorativas, as reuniões e viagens com os amigos ou quando um familiar está doente e você não pode pegar o próximo voo pra marcar presença.

Mas também tem dias de muita alegria, como quando você conquista novas amizades, pode sair do trabalho e ir para o cais da coluna observar o pôr do sol e só faz agradecer a Deus por estar com saúde e poder vivenciar tudo isso!

Aaah e umas das partes que mais amo, não posso esquecer de contar, podemos pegar o comboio e em 40 min estaremos em Cascais, a região que tem praias lindas e mais próximas de Lisboa. E, pra nós mineiros, que enfrentamos muitas horas de carro pra estar numa praia.. isso é o paraíso, uai!!!

Quando você percebe que fez a escolha certa e tudo faz sentido, seus planos começam a acontecer e não dá mais vontade de voltar pra “casa”.

Já estamos aqui há 2 anos e 8 meses, nem todos os dias são fáceis, nem todo emprego gera estabilidade. Mas todas as experiências vividas nos mostram como fizemos certo em vir, porque o resultado disso tudo está no amadurecimento que temos tido como casal e indivíduos. E a torcida dos familiares e amigos e todo carinho e suporte que nos é dado, nos fortalece a cada dia.

E quando me perguntam se trocar de país valeu a pena? Sempre digo que todo mundo deveria ter a experiência de morar fora, nem que seja um intercâmbio de um mês, mas vivenciar a cultura de outro país. Sair da nossa bolha, nos faz pessoas melhores, nos faz ver o mundo de outra maneira. Isso tudo vale muito a pena!

Me conta aí se você já morou ou mora fora. Como tem sido a sua experiência? Vamos criar uma amizade entre nós, queremos estar próximos dos nossos leitores.
Um grande abraço.

Um dia em Óbidos

Um dia em Óbidos

Esse mês eu fui conhecer pela primeira essa cidade de que tanto ouvia falar e minha reação foi
só uma: porque eu nunca vim aqui antes?!!

Como chegar

A cidade fica a 80km de Lisboa e para chegar la voce pode optar por ir de carro pelas autoestrada A8 ou A15.

Pode ir de autocarro e olhar as passagens aqui: http://www.rodoviariadooeste.pt/

Ou ir de comboio : http://www.cp.pt/

Restaurante

Fomos almoçar no restaurante Ja!mon Ja!mon, desde a entrada o restaurante já nos conquista pela decoração vintage.

Pedimos uma entrada de frios e vinho tinto da casa para acompanhar. E o prato principal, foi um delicioso Bacalhau a Lagareiro, o cheio e o barulho do peixe tostando na panela de pedra foi uma diversão a parte.

E a dica principal é: ligue para fazer reserva. O restaurante é badalado, muito gostoso e aconchegante.

A comida estava maravilhosa e o atendimento foi excepcional, o preço nao foi nada alem da media que já estamos acostumados em Lisboa. Dou nota 10 em tudo.

E se um dia voces forem a Obidos e comerem por lá, me conta o que acharam. Vou adorar saber.

A cidade

Óbidos é considerada uma das sete maravilhas de Portugal e eu tenho que concordar com isso! A vila é cercada por muralhas do sec. XVII e não tem como andar pelas ruelas e não se apaixonar pelas cores e toda representação cultural que a cidade apresenta.

Curiosidades

Em 1282, D. Dinis  e a Rainha Isabel ganharam a Vila como presente de nupcias e desde então, a cidade passou a ser um dote das rainhas ate 1834;

Em 1755, Obidos foi destruida por um terremoto.

E foi em Obidos em 1808 que deu-se inicio a Batalha da Roliça, durante a invasão francesa, em que Napoleão sofreu a primeira derrota da Guerra Peninsular.

É surreal imaginar que voce está andando por lugares em que aconteceu tantos fatos marcantes que a gente tanto lê nos livros de história.

 

O que fazer em Obidos

Conhecer o famoso Castelo de Óbidos;

Subir no topo da muralha e andar rodeando a vila toda e ver a cidade do alto, é uma vista inesquecivel;

Visitar as 3 igrejas principais: Igreja Matriz de Santa Maria, Igreja da Misericórida e a Igreja de São Pedro.

Visitar o Museu Municipal de Óbidos, onde se encontram as obras da famosa pintora Josefa de Óbidos.

Na avenida principal é cheio de restaurantes com ginjinha, um licor maravilhoso que voce não pode deixar de experimentar. Muitas lojas com azuleijos e artesanatos tipicos da regiaos.

Fizemos muiitas pausas para fotos, porque afinal foto é foto e não pode faltar