Restaurante Frankie Hot Dogs

Restaurante Frankie Hot Dogs

Sexta feiraaa meu povo!!! E é dia de que? De escolher os lugares onde vamos comer nesse fim de semana…porque comer é vida não é mesmo?! A dica mara de hoje é o restaurante Frankie Hot Dogs. 

Um lugar bem rústico, com uma comida bem temperada e o preço baixo que cabe nos nossos bolsos.

O Frankie é super badalado e conseguir uma mesa requer alguns minutos na fila, nada muito exagerado e que acaba por valer a pena. Tas a ver?

Mas se você acha que vai chegar lá e encontrar o típico hot dog, de pão com salcicha e batata palha, está muito enganado. No menu do Frankie tem várias opções de hot dog com as composições mais diferentes que puder imaginar.

Em algumas unidades do Frankie o menu chega a ser diferente, então não se assuste se o que vir em um não tiver em outro, aproveite para experimentar uma nova opção.

Os meus preferidos são o Tuga e a batata frita Frankie. A cada vez que visito o restaurante, experimento um hot dog diferente. 

                     

A decoração do Frankie é um caso de amor a parte, ainda mais para mim que reparo muito o estilo do lugar. Todo revestido por madeira, luzes baixas e painel de bebidas no bar. Me lembra muito as hamburguerias de filmes americanos.

O primeiro restaurante do Frankie em Lisboa foi inaugurado em 2015 e hoje já conta com duas unidades em Lisboa, uma no Porto e a ultima em Braga. Indico muito e o atendimento também é excelente, apesar da ultima vez que fui não ter gostado tanto assim, mas no geral é nota 10!

Se você já conhece o Frankie me conta qual seu hot dog preferido? 

E se você ainda não foi, não perca a oportunidade de ir e depois me conta o que achou.

Até a próxima 😉

Bate e volta em Aveiro e Porto

Bate e volta em Aveiro e Porto

Sexta feira foi feriado aqui em Portugal, e como não podia ser diferente, saímos numa #roadtrip e fizemos um bate e volta em Aveiro e Porto. Foi um passeio bem divertido de se fazer.

Me juntei com meu marido e mais dois amigos, então alugamos um carro com a empresa Sixt, e saímos de Lisboa decididos a conhecer a rua dos guarda chuvas coloridos em Aveiro, pegamos estrada as 7:30h da manhã e lá fomos nós super empolgados pra conhecer tudo.

Bate e volta Aveiro e Porto

Depois de 2:00h de viagem chegamos em Àgueda, onde fica a tão famosa rua dos guardas-chuvas e para a nossa surpresa, não tinha mais a exposição! #quemnuncané

Foi nos informado que de tempos em tempos, os guarda chuvas são tirados para mudarem o tema. Entretanto, não deixamos isso nos desanimar e logo seguimos com o nosso bate e volta rumo a praia Costa Nova, que fica na cidade de Ílhavo.

Praia Costa Nova

A praia de Costa Nova é conhecida pelas casas coloridas e pintadas com listras ao redor da praia. Essas casas são chamadas de Palheiros e eram usados como armazéns dos pescadores.

Adorei andar pelas ruas e ver as famílias passeando com os suas crianças, brincando com os cachorros, um ambiente familiar e bem acolhedor.

Deu até para entender o porque de muitas pessoas escolherem a região de Aveiro para morar.

Praia Costa Nova

Ao sairmos da praia, continuamos nosso caminho e fomos para Aveiro. A cidade é considerada a Veneza portuguesa, por ter um canal com o Ria de Aveiro, e é possivel fazer passeios de moliceiros pela cidade.

Esse passeio tem duração de minutos e custa, aproximadamente, 10€. Em Aveiro, tambem esta localizada, a fabrica da Vista Alegre, uma das maiores empresas de azuleijos e porcelanas de Portugal, vale a pena uma visita.

Moliceiros

Andamos pela avenida principal e paramos para experimentar dois doces típicos da região,os famosos Ovos moles, e as tripas, um doce que parece com crepe, experimentei um com recheio de nutella. Para variar, estava conversando e aproveitando o momento e esqueci de tirar foto pra mostra a vocês.

        Confeitaria Peixinho    Ovos moles    Peixinho

Confeitaria Peixinho

Só tirei fotos na Confeitaria Peixinho, o lugar tem uma decoração tão linda, que atrai a todos para comprar os Ovos moles e o atendimento foi excepcional.

De Aveiro, finalmente, seguimos para o Porto, uma cidade que é a minha segunda paixão. Porto é a segunda maior cidade de Portugal. Muito rica em cultura, temos vários museus, muito vinho e as suas belas pontes.

Sou apaixonada pela Ponte Dom Luis I e a vista que temos da Ribeira do Porto. O centro de Porto é considerado um património cultural pela Unesco.

Ponte Dom Luis I

Recomendo conhecer a Biblioteca Lello, local onde a autora de Harry Potter esteve quando morava em Portugal. Seguir para a Torre dos Clérigos, conhecer o McDonalds, que é considerado o mais bonito do mundo pela sua decoração histórica e cheia de lustres.

Conhecer o café Magestic, o mais antigo da cidade. E não pode faltar, o principal, um passeio pela Ribeira, sentar num dos muitos restaurantes que tem por ali e passar uma tarde aconchegante na companhia de um vinho do Porto.

Bate e Volta em Aveiro e Porto

No final do dia, concluímos que, fazer um bate e volta em Aveiro e Porto valeu super a pena, tivemos um dia produtivo e em ótima companhia. Adoro viajar de carro e considero um tempo de qualidade com os amigos de viagem.

Me conta o que acharam desse post e se já conhecem a cidade? Se ainda não conhece, você precisa adicionar ao seu futuro roteiro 😉

Até a próxima!

 

Palácio Alverca, a famosa Casa do Alentejo

Palácio Alverca, a famosa Casa do Alentejo

No ultimo domingo fui, finalmente, conhecer o Palácio Alverca, a famosa Casa do Alentejo. Porque sempre aparecia fotos do pátio de entrada no meu feed do instagram, e eu pensava, preciso conhecer esse lugar.

E agora sim, posso falar dele pra vocês. Confira o post e as fotos na galeria.

O Palácio fica localizado no centro de Lisboa e nem todo mundo sabe disso, e acima de tudo, é super fácil de chegar. Ao sair do metro Rossio, localizado na linha verde, andamos 5 minutos, finalmente, já estavamos na porta do Pálacio Alverca.

Primeiro de tudo, logo na entrada já fiquei admirada com tanto detalhe na construção neo-arabe e nas cores escolhidas para representar o Alentejo. Fiquei uns bons minutos ali observando tudo, e claro, tirando fotos.

A construção do palácio é do século XVII, mas o traçado atual é de 1914 e feito pelo arquiteto Silva Junior. O azuleijo combina perfeitamente com a pintura e foram feitos por Jorge Colaço. 

O Palácio Alverca já foi conhecido como o Casino Majestic Club, em 1919. Era um lugar luxuoso e elitista, acima de tudo, frequentado somente pelos sócios membros da alta sociedade lisboeta. Devido a revolução de 1945, que a Casa do Alentejo, passou a ser ainda mais popular e aberta a todos os visitantes.

O nome Casa do Alentejo, veio da  Associação Regionalista Alentejana, que foi organizada para reunir os migrantes alentejanos que viviam em Lisboa. A associação promove trabalhos para divulgar e preservar a cultura alentejana, a comida e o vinho. Realizando apresentações de livros, sessões de poesia, exposições temporárias, conferências temáticas, semanas gastronómicas e muito mais. Para saber mais acesse o site: Casa do Alentejo.

Depois de vislumbrar o pátio principal, fomos em direção do segundo andar do Palácio Alverca, subimos a escada principal e nos deparamos com uma escadaria que nos leva para o restaurante e para a sala de exposições. Se eu achava que não seria mais surpreendida, me enganei totalmente.

Fui direto para a sala de exposições e me apaixonei pelas pinturas e molduras do teto, pelos vitrais e pelos lustres gigantescos, me senti mesmo num filme, enquanto estava ali, já visualizava o baile, os casais dançando e as roupas da época.

Esse passeio foi uma surpresa, adorei conhecer a Casa do Alentejo. Acho que não tem como descrever a sensação de estar num lugar com tanta história, e minha imaginação voava, como leitora compulsiva, que sou, e que ama história e filmes de época.

Espero que vocês tenham gostado do post e das fotos e ficarei muito feliz com os comentários, deixe um aqui, me conta o que achou. E se você já conhecia, me conta também 😉

Até a próxima!

 

Alugar carro com Drive Now

Alugar carro com Drive Now

Se você mora em Portugal, veio para cá reconstruir a vida e ainda não tem carro, ou até tem, mas o preço alto dos estacionamentos e o trânsito te impelem a deixar o carro em casa, você precisa conhecer o Drive Now.

Uma empresa de Carsharing que surgiu numa parceria entre a Brisa, a BWM e a Sixt, uma das maiores empresas mundiais de rent-a-car

O DriveNow tem espalhados pela cidade uma frota de 211 carros, entre Mini Cooper, BMW série 1 e i3, um carro elétrico. Se você nunca ouviu falar em alugar carro com Drive Now, continue nesse post e veja como é um ferramenta muito fácil de usar e você não sabe o que está perdendo!

 

Você pode alugar carro com o Drive Now para realizar curtos trajetos de passeios, como ir ao shopping, fazer a compra do mercado, atravessar a cidade ou buscar alguém no aeroporto. O conceito de alugar carro com Drive Now, é que você aluga o carro e paga entre 0,29€ a 0,31€ por minuto! Ou então, fecha um dos packs que a empresa oferece.

Para você usar a aplicação, precisa fazer um cadastro. Entre em DriveNow e siga os passos: Você precisa pagar 10€ de inscrição ou ter um código de desconto de alguém que já é ususário, uma amiga que me convidou e eu paguei, aproximandamente, 5€ e ainda ganhei 30 min para começar a conhecer e ver como funciona.

Use meu código: desconto Drive Now. Pague 5€ para realizar o cadastro e ganhe 20 minutos de bonus.

Após se cadastrar, você precisa colocar seus documentos: Carteira de Motorista, Autorização de Residencia e registrar o Cartão de Crédito, feito isso, seus dados vão para análise e depois você receberá um email da Drive Now confirmando seu registro. Além de registrar seus documentos, você precisará definir um código de acesso ao carro, que você usará toda vez que for ligar o carro para realizar suas viagens.

O Drive Now te permite pegar o carro para usar em qualquer área da cidade que esteja dentro do radar DriveNow, ao abrir o aplicativo, ele te mostra toda a região coberta pela empresa, e ao devolver o carro, você precisa estacionar também dentro dessa área.

Então seu registro está concluído e agora vc quer alugar carro Drive Now, o que fazer?

Abre o aplicativo, e através da sua localização, o radar te mostrar qual carro está mais próximo de você. E uma coisa super interessante, cada carro se apresenta: com um nome próprio e dados do veículo para escolher qual você mais se interessa.

                 

Ao escolher o carro, clica em reserve…pronto, você tem 15 minutos para chegar ao carro e começar a viagem. Sendo assim, ao chegar no carro, clique em Desbloquear e você ouvirá o clique da porta sendo destravada.

Entre no carro e entenda como liga-lo, no painel de controle do carro, coloque o código de acesso que você definiu ao realizar seu cadastro, seus dados vão aparecer no painel. Agora para ligar o carro, aperte a embragem e clique no botão start! Agora é só definir sua rota e sair passeando por Lisboa!

Se for para um local fora da área de cobertura, e precisar estacionar o carro, durante o tempo em que estiver parado, você estará pagando os minutos da mesma forma, sendo 0,15€ o minuto. Nesse caso, você nao interrompe a viagem e seleciona a opção “Park e Keep” e feche o carro com a opção “Bloquear”.

Então, o que está achando desse sistema de Carsharing? Não é muito utilizado no Brasil e eu sinceramente, amei! Uso muito!

Se for realizar seu cadastro e começar a usar, me conte nos comentários a sua experiência. Quero muito saber se eu sou a única que ama o DriveNow.

Até a próxima! 

 

100 Montaditos

100 Montaditos

Se você gosta de restaurante bom, bonito e barato para sair com os amigos e comer a vontade é no 100 Montaditos que você  precisa ir. É um restaurante de origem espanhola, que entretanto, faz muito sucesso aqui em Lisboa!

A especialidade do 100 Montaditos são as tapas, feitas com pães de fábrico próprio. E para rechear as tapas, a casa tem mais de 100 tipos de recheios. E o melhor, os preços variam entre 1€ a 2€, por cada tapa e aperitivos.

Os meus preferidos são o de Salmão (com alface e maionese), o Hot dog (com molho de queijo cheddar, cebola crocante e ketchup), as batatas fritas com 4 molhos e os crocantes de frango. E para acompanhar, uma boa sangria faz toda a diferença!

Agora vem a melhor dica do post: As quartas e domingos todas as tapas ficam a 1€. É de correr e chamar os amigos pra ir no 100 montaditos mais próximo no domingo, é ou não é?

A decoração do restaurante é um charme a parte. O estilo vintage está marcante e muito convidativo para uma foto.

E você já conhece o 100 Montaditos? Ficou com vontade de conhecer? 

Pra quem está num mochilão ou de férias por aqui, também é um restaurante com ótimo custo – beneficio. Indica pra todo mundo, compartilhe e me fala o que achou desse post!

Estou amando escrever pra vocês!

Até a próxima 😉